Autore in Onda

info

PETIT COMITÉ:
Anna Lucchese, Marcos Lamego, Roberto D’Ugo

Brano: PEÇA 2 I 3 - EU, BRASILEIRA

Anno: 2020

Durata: 5’21”

Esta peça é parte de um projeto artístico criado por Anna Lucchese, Marcos Lamego e Roberto D'Ugo, que formam uma unidade através do PETIT COMITÉ. Artistas-pesquisadores que registraram e conectaram momentos de seus dias durante a pandemia do COVID-19. Imagem, som e poesia se relacionam em uma forma de expressão que transborda do corpo diante da realidade. Neste vídeo, Anna é responsável pelo texto, performance e assemblage. Roberto é o compositor das paisagens sonoras, além de idealizador de algumas delicadezas na interpretação do texto. Do processo de criação e reflexão sobre a obra, em nossas conversas, Marcos ressalta a força na escolha do enquadramento, em duas metades, compostas, de um lado, por uma cor clara e, de outro, por uma cor escura. A face sem amor e a face mais leve. É de Roberto a sugestão de interpretar o texto de forma mais intimista, como se estivesse conversando com alguém ou consigo mesma, diante do espelho. A ideia do espelho na voz fez com que Anna sentisse a necessidade de materializar esse objeto na imagem e olhar para a câmera como quem olhar para si, sem deixar de encarar o outro. O enquadramento único, fixo, prende o espectador, que não tem como fugir das palavras que encurralam, como o vírus. A montagem é crua e estende o tempo, deixando repetições a mais para o espectador escolher ou apenas se deixar ser mais uma vez atingido pela fala, com uma ligeira diferença de entonação. A imagem e o silêncio demoram um pouco mais e o disco riscado nos acorda para a realidade do momento presente. O som da água escorrendo pelo ralo e do bate-estacas instigam a sensoriedade por caminhos abertos à interpretação. Eu, Anna, escrevi esta poesia EU, BRASILEIRA inspirada nas poesias de Mario de Andrade sobre o Brasil e sobre os brasileiros.

This piece is part of an artistic project created by Anna Lucchese, Marcos Lamego and Roberto D'Ugo, which form a unit through PETIT COMITÉ. Artist-researchers who recorded and connected moments from their days during the COVID-19 pandemic. Image, sound and poetry are related in a form of expression that overflows from the body in the face of reality.

In this video, Anna is responsible for the text, performance and assemblage. Roberto is the composer of soundscapes, as well as the creator of some delicacies in the interpretation of the text.

From the process of creating and reflecting on the work, in our conversations, Marcos highlights the strength in choosing the frame, in two halves, composed, on the one hand, by a light color and, on the other, by a dark color. The loveless face and the lighter face. It is Roberto's suggestion to interpret the text in a more intimate way, as if he were talking to someone or to himself, in front of the mirror. The idea of ​​the mirror in the voice made Anna feel the need to materialize this object in the image and look at the camera as if looking at herself, without failing to face the other. The unique, fixed frame holds the viewer, who cannot escape the words that corner, like the virus. The montage is crude and extends the time, leaving more repetitions for the spectator to choose or just letting himself be hit again by speech, with a slight difference in intonation. The image and the silence take a little longer and the scratched record wakes us up to the reality of the present moment. The sound of water running down the drain and the pile driver instigates sensibility through paths open to interpretation.

I, Anna, wrote this EU, BRAZILIAN poetry inspired by Mario de Andrade's poetry about Brazil and Brazilians.

https://www.youtube.com/watch?v=12s0BboOkX4&t=4s